A Saccaro está presente no projeto do arquiteto Frédéric Potier

A Saccaro está presente no maravilhoso projeto do arquiteto Frédéric Potier, para esta casa que fica na ilha de Córsega, na França.
A área externa ficou por conta das Coleções Noronha e Strauss, perfeitas para o clima de verão.
Na área interna, o azul predomina deixando o ambiente alegre ao mesmo tempo que confere uma sensação de comodidade e tranquilidade.
As Poltronas Venti e Eva, o Sofá La Paloma e a Mesa de Jantar e Cadeiras da Coleção Canavial, entram em harmonia agregando ao charmoso ambiente um clima de conforto e bem estar.

Fotos: Valentin Potier.

salon-terrasse

transat_l

piscine_l

photo-salon-face

photo-salle-a-manger

photo-cuisine-a_l

photo-lounge-vue-mer

Depto. de Marketing

CADEIRAS SIRIU: COR E VERSATILIDADE

Com linhas contemporâneas e formas livres de excesso, a Cadeira Siriú tem assinatura do Studio Saccaro e foi pensada para compor ambientes modernos e versáteis.

Sua leveza a torna de fácil manuseio, ideal para compor ambientes de piscina, possibilitando a utilização em diversos locais desde residências a restaurantes e hotéis. Além disto, por ser empilhável, facilita seu armazenamento em ambientes corporativos.

O encosto e assento das Cadeiras Siriú são produzidos com a exclusiva X-Fiber Saccaro, estando disponível em mais de 10 opções de cores de trançado e 14 opções de cores de estrutura, o que possibilita uma grande variedade de combinações de cores e personalização para os mais diferentes ambientes.

_g154200

_g154273

_g154269

_g154299

_g154170-hdr

_g154276

Promoção Saccaro RED – Edição Final de Ano

O habitat do design é também o ambiente da condição especial e dos preços reduzidos.

Inicia hoje a Promoção Saccaro RED. Produtos com entrega rápida, descontos imperdíveis e até 10 meses para pagar. Tudo para você renovar o seu habitat com o design Saccaro.

A promoção vai de 25 de outubro a 05 de dezembro, e acontece simultaneamente em todas as lojas da rede.

Visite a mais próxima e aproveite: saccaro.com/pt-br/lojas

capared

Condições de pagamento: 15% de desconto à vista (pagamento no pedido) ou 10 vezes iguais (1+9). Sujeito à aprovação de cadastro. Promoção válida somente para os produtos descritos neste material, nos acabamentos e tecidos informados, mediante disponibilidade de estoque.

No MASP, exposição ressalta o lado popular de Portinari

Mostra se dedica aos retratos que o pintor modernista fez de figuras como negros, índios, lavradores de café e retirantes

Negros, mestiços, lavradores de café, cangaceiros, índios e retirantes – todas essas figuras brasileiras chamaram a atenção dos olhos de Candido Portinari (1902-1962) em algum momento e se tornaram, mais de uma vez, objetos de retratos pintados pelo artista.

portinari1-1

E é em torno dessa temática que gira a nova exposição do MASP sobre o pintor, “Portinari Popular”. A mostra aborda não apenas as figuras, mas também narrativas e temas populares retratados pelo artista em mais de 50 obras, entre as quais 18 fazem parte do acervo permanente do museu.

portinari2

Visitar a exposição proporciona uma experiência parecida com a de folhear um livro de história do Brasil – e até mesmo uma biografia de Portinari. O artista era filho de imigrantes italianos e nasceu em uma fazenda de café na cidade de Brodowski, no interior de São Paulo. Já adolescente, mudou-se para o Rio de Janeiro para estudar na Escola Nacional de Belas Artes, onde desde cedo destacou-se e chamou a atenção do público.

portinari6

Fazendas de café e colonos que lá trabalhavam aparecem em diversos quadros da exposição do MASP, a exemplo de “O Lavrador de Café” (1934) e “Colheita Café” (1960). Também é possível deparar-se com pinturas inspiradas em sua vivência no Rio, como “Favela” (1958), um retrato geométrico e figurativo.

portinari5

Além disso, quem caminha pelos corredores de telas montados no MASP consegue identificar grupos de quadros que retratam ambientes ou figuras específicos. Por exemplo, há mais de uma pintura que dedica-se a figuras femininas, incluindo o belíssimo “Mulata de Vestido Branco” (1936), e diversos retratos de mestiços, índios e negros. Também há uma série de telas sobre infância, especialmente de crianças brincando – é o caso de “Meninos Soltando Pipa” (1941) e “Brodowski” (1942).

portinari3

Ao fim da mostra, estão três telas de tamanhos muito maiores do que as restantes – e muito mais dramáticas também. São elas: “Enterro na Rede” (1944), “Criança Morta” (1944) e “Retirantes” (1944), talvez um dos quadros mais conhecidos de Portinari e o mais disputado entre os visitantes do MASP.

portinari4

“Portinari Popular” se baseia na concepção de Lina Lo Bardi (1914-1992), arquiteta do prédio do MASP, para a exposição “Cem Obras Primas de Portinari”, realizada no mesmo museu em 1970. A nova mostra marca o início de uma revisão que a instituição fará de alguns artistas modernistas brasileiros, incluindo Tarsila do Amaral(1886-1973) e Vicente do Rego Monteiro (1899-1970).

Portinari Popular
Quando: Até 15 de novembro
Onde: Museu de Arte de São Paulo (MASP) – Avenida Paulista, 1.578, São Paulo.
Horário: De terça-feira a domingo, das 10h às 18h; quinta, das 10h às 20h
Valor: R$ 30 a inteira, com meia a R$ 15 (grátis às terças-feiras)

Fonte: Casa Vogue | Por Vivian Carrer Elias

Saccaro chega à Londrina na Galeria AZ3 Home Collection

Referência em mobiliário e objetos de decoração, a Saccaro inaugurou ontem, 18 de outubro, seu showroom em Londrina na Galeria AZ3 Home Collection, sob o comando dos empresários João Nelson, Rita de Cássia de Marjorie de Azevedo.

Localizado no bairro Jardim Presidente, o espaço de 500 metros quadrados tem projeto assinado pelo escritório MZ Arquitetura, dos profissionais Marilda Marchiori e Zeca Repette e traz um catálogo completo de produtos para todos os ambientes, além dos lançamentos da marca.

Conheça um pouco mais da Galeria Saccaro em Londrina:

img-20161014-wa0031

img-20161018-wa0010

img-20161014-wa0032

img-20161018-wa0011

img-20161018-wa0012

img-20161018-wa0013

Depto. de Mareting

Mesa Serra Pelada – Design de Roque Frizzo para a Saccaro

No final da década de 70, durante a exploração de minério de ferro em Carajás, no nordeste do Pará, foi encontrado acidentalmente ouro na Serra de Andorinhas. A notícia se espalhou rapidamente iniciando uma corrida em busca do eldorado que anos depois, em 1980, culminaria em Serra Pelada. Do dia pra noite, uma montanha inteira foi dividida em barracos. O ouro que aflorava na terra mostrava o caminho pelos veios de cascalho, e uma montanha de 150 m de altura foi removida “no saco” tornando-se hoje um lago de 150 m de profundidade. Cento e quinze mil homens garimparam cem toneladas de ouro
naquela que foi a maior mina a céu aberto do mundo e a segunda maior concentração de trabalho humano depois das Pirâmides do Egito.
5042_13 5042_01

5042_10

Uma parte recente da história do Brasil, representada em uma mesa. Prova que um dia a fé, sacos e esperança moveram uma montanha.

Smart e Saccaro lançam lounge em parceria com Heloisa Crocco

Prédio que imprime o trabalho artístico de Heloisa tem inauguração prevista para 2019

1

A incorporadora Smart e a fabricante de móveis Saccaro brindaram a parceria com Heloisa Crocco no lançamento do Lounge Iguaçu na noite de quinta-feira, 13 de outubro. Projetado pela dupla de arquitetos Márcio Carvalho e Ricardo Ruschel, o novo empreendimento residencial, com inauguração prevista para 2019, imprimirá o trabalho da artista. Na fachada do prédio, desenhos em chapas metálicas prometem compôr uma obra de arte para o interior do apartamento e para a cidade.

Durante o lançamento do projeto, os convidados puderam conferir uma mostra inédita de Heloisa Crocco, que já expôs seus trabalhos em salões e bienais na Alemanha, Áustria, Hungria, Estados Unidos, França, México e Uruguai.

Veja quem passou pelo evento:

2

3

4

5

6

7

8

Fonte: zh.clicrbs.com.br

Receita: aprenda a fazer risoto de queijo Brie

O prato leva presunto parma e vinho branco

mez_-_risote_de_brie_creditos_mario_rodrigues_jr-_3

Inaugurado em abril de 2016 na rua dr. Mário Ferraz, nos Jardins em São Paulo, o restaurante MéZ tem décor industrial e toda uma atmosfera hype. Entre os pratos, de inspiração mediterrânea, chama a atenção o risoto de queijo brie, com vinho e presunto parma. Confira o passo a passo a seguir.

Risoto de queijo Brie, do MéZ

Rendimento: 6 porções

Ingredientes:
1 maço de aspargos verdes
1 litro ½ de caldo de legumes (cebola, cenoura, salsão, água)
100g de manteiga sem-sal gelada
1 cebola média picada
1 xícara (chá) de vinho branco seco
2 xícaras (chá) de arroz arbóreo
10g de queijo parmesão ralado na hora
30g de queijo brie cortado em cubos
10 unidades de tomate cereja
150g presunto parma
Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de Preparo:

Para o crocante de parma, disponha as fatias do presunto em uma forma e leve em forno baixo até que fiquem crocantes. Em seguida, lave bem os aspargos e descarte a parte mais fibrosa e corte-os em pedaços. Coloque uma panela com água e sal para ferver. Coloque os aspargos cortados e cozinhe até ficar “al dente” e coloque numa tigela com água gelada para cortar o cozimento. Em fogo médio, derreta duas colheres de chá de manteiga e refogue a cebola até ficar brilhante. Adicione o arroz, aumente o fogo na potência máxima e adicione o vinho branco. Mexa sem parar até evaporar. Coloque uma concha de caldo e misture bem até evaporar, pingando sempre o caldo até que o risoto fique “al dente”. Adicione os aspargos, junte o queijo parmesão ralado, o queijo brie, o restante da manteiga gelada e os tomatinhos cereja. Acerte o sal e a pimenta.
Fonte: Casa Vogue |POR REDAÇÃO; FOTO MÁRIO RODRIGUES JR